foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 Rádio Portalegre A Mais Ouvida do Alentejo  - 32 Anos ao Serviço da Região

Portalegre: CDS “distancia-se e repudia veementemente” nomeação de Nuno Lacão para vereador em regime de permanência na Câmara

Pode ser uma imagem de 2 pessoas e pessoas sentadas

(Por Gabriel Nunes) - A concelhia do CDS-PP de Portalegre “repudiou” hoje a nomeação do vereador Nuno Lacão, eleito pelo CLIP, para regime de permanência na Câmara de Portalegre, presidida pelo PSD.

 

Em comunicado enviado à Rádio Portalegre a concelhia centrista começa por lembrar que nas últimas eleições autárquicas, concorreu à Câmara de Portalegre em coligação com o PSD, optando por “escolher e apoiar uma candidatura que trouxesse um novo rumo, uma nova orientação para a gestão do município, que devolvesse a Portalegre o rumo certo”. 

No mesmo comunicado a concelhia, liderada por Luís Morgado Pinto, refere que optar por convidar Nuno Lacão, eleito pela CLIP, para assumir funções e pelouros no atual executivo “é um regresso a um tempo muito recente que a população de Portalegre dispensa e a uma forma de estar na politica que o CDS muito claramente se distancia e repudia”.

A concelhia do CDS afirma ainda que “apesar de estarmos em época natalícia, não precisavam deste presente”, argumentando que “maiorias, pontes de entendimento e acordos, fazem-se com diálogo e com posições que permitam atingir objetivos comuns e, neste caso, vantajosos para os munícipes”.

A concluir, a concelhia centrista assume que se “distancia e repudia veementemente” a decisão de nomear Nuno Lacão para vereador em regime de permanência na Câmara de Portalegre.