foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

alentejo2020

Crato: Autarquia investe mais de 1,2 milhões de euros na reabilitação do Palácio do Grão-Prior e Paços do Concelho

A imagem pode conter: interiores

O Palácio do Grão-Prior da Ordem de Malta, no Crato, vai ser reabilitado para acolher um Centro Interpretativo do Urbanismo e História do Crato e os Paços do Concelho, num investimento superior a 1,2 milhões de euros.

 

Em declarações à Rádio Portalegre, o presidente da autarquia do Crato, Joaquim Diogo, explicou que o antigo Palácio vai ficar ligado ao edifício dos Paços do Concelho, estando o piso térreo destinado ao público, com as valências de museologia destinadas ao entendimento da história e evolução urbanística do concelho.

O autarca adiantou ainda que o Salão Nobre vai funcionar como sala de exposições e galeria aberta, sendo que a atividade do centro interpretativo ira “coexistir” com o trabalho normal da autarquia.

Joaquim Diogo, que se mostrou muito orgulhoso com o projeto, disse ainda que será uma intervenção “enorme” no coração do Crato, que vai permitir reabilitar o antigo palácio e varanda, que estavam devolutos e em risco, e ao mesmo tempo valorizar o espaço público e potenciar a atividade económica e turística.

O edil, sublinhou ainda que este projeto surge lado a lado com a renovação urbanística do largo do município, considerando que é o primeiro passo de um projeto mais ambicioso de requalificação do centro histórico da vila.

A entrada no edifício do centro interpretativo irá fazer-se pela "famosa" varanda do Grão-Prior, o ´ex-líbris` do Crato, e as obras deverão arrancar no trimestre deste ano.

De acordo com a Câmara do Crato, o trânsito automóvel, que se realiza em dois sentidos, passará a fazer-se "apenas num percurso periférico de sentido único", de forma a "garantir" os acessos locais aos moradores, a atividade comercial e a circulação no centro histórico.

 

(Susana Mourato)