foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

alentejo2020

Frio: Proteção Civil lança aviso e deixa medidas a adotar

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e ar livre

O frio veio para ficar, pelo menos até ao final da semana.

 A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) deixa algumas recomendações à população para estes dias de temperaturas mais baixas.

 

Em comunicado, a Proteção Civil lembra que, durante o tempo de maior frio, é expectável que aconteçam alguns incidentes, como, por exemplo, o aumento dos acidentes nas estradas, devido à formação de neve e à queda de gelo, e a tendência para incêndios e para inalação de fumos, resultantes da má utilização de equipamentos como lareiras e braseiras, em casa.

Perante esta situação a Proteção Civil aconselha que se evite a "exposição prolongada" ao frio e "mudanças bruscas de temperatura"; utilizar "várias camadas de roupa, folgada e adaptada à temperatura ambiente"; proteger as "extremidades do corpo", usando "luvas, gorro, meias quentes, cachecol e calçado quente e antiderrapante", consumir "sopas e bebidas quentes" e evitar o álcool "que proporciona uma falsa sensação de calor".

Ter especial atenção com "os grupos mais vulneráveis" (crianças nos primeiros anos de vida, doentes crónicos, pessoas idosas ou em condição de maior isolamento, trabalhadores que exerçam atividade no exterior e pessoas em situação de sem-abrigo).

Outro fator a ter em conta tem a ver com os equipamentos de aquecimentos (como braseiras e lareiras), que podem "causar intoxicação devido à acumulação de monóxido de carbono e levar à morte";

Na estrada, ter atenção a condução em locais onde se forme gelo na estrada, "adotando uma condução defensiva".