foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

alentejo2020

António Costa quebrou o tabu ao anunciar que as escolas vão estar abertas durante o novo confinamento

A imagem pode conter: 1 pessoa

(Por Gabriel Nunes) - O primeiro-ministro, António Costa, quebrou o tabu, esta quarta feira, ao anunciar que todas as escolas vão manter-se abertas durante o novo confinamento geral, que começa às 00:00 de sexta feira.

 

Em conferência de imprensa após a reunião de Conselho de Ministros, António Costa justificou a decisão com a necessidade de não voltar a sacrificar a atual geração de estudantes.

O dever de recolhimento domiciliário, tal como aconteceu em março e abril de 2020, foi uma das medidas destacadas pelo Chefe de Governo.

Para António Costa, o recolhimento domiciliário é essencial para que cada um se proteja, e protegendo-se, protege também os outros.

Durante o novo confinamento, além das escolas, vão estar também abertos os supermercados e mercearias, consultórios, dentistas, farmácias, tribunais, bancos, serviços públicos (mediante marcação prévia), escolas de condução e papelarias.

Em sentido contrário, os restaurantes, bares e cafés só podem funcionar em regime de take-away ou entregas ao domicílio, e os cabeleireiros e barbearias encerram, bem como os ginásios, pavilhões e outros recintos desportivos e equipamentos culturais.

Ao contrário do que aconteceu no primeiro confinamento, o desporto profissional e as restantes primeiras divisões, bem como o campeonato de Portugal de futebol masculino, não param.