foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

 Rádio Portalegre A Mais Ouvida do Alentejo - 30 Anos ao Serviço da Região

Presidente do Conselho de Administração da ULSNA diz que "não se pode generalizar" a situação da Urgência do hospital de Portalegre aos outros serviços

Foto de Rádio Portalegre.(Por Gabriel Nunes) - O presidente Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA), João Moura Reis, defendeu que “não se pode generalizar” a situação da Urgência do hospital de Portalegre aos outros serviços.

Em declarações à Rádio Portalegre à margem da assinatura do auto de consignação da empreitada das obras do futuro centro de saúde de Nisa, Moura Reis, argumentou que “as urgências são uma pequena parte do trabalho que é executado na ULSNA.

O administrador garantiu ainda que estão a trabalhar para “tentar superar todas as dificuldades”, dizendo que “pode demorar mais tempo, mas será encontrada uma solução”.

Sobrelotação e desvio de doentes urgentes para outros hospitais, bem como falta de camas e de médicos, são algumas das situações mais problemáticas que afetam desde há algum tempo o funcionamento da Urgência do hospital de Portalegre.