foto1.pngfoto3.jpgfoto4.pngfoto6.jpg

 

 Rádio Portalegre A Mais Ouvida do Alentejo - 30 Anos ao Serviço da Região

Gala 30 anos da Rádio Portalegre dia 31/10 pelas 21h30 no CAE de Portalegre - esteja atento às nossas emissões

Portalegre/Autárquicas 2017: CDS quer acabar com o “fatalismo geográfico” associado ao concelho

Foto de Rádio Portalegre.

(Por Susana Mourato/Luís Filipe Alves) - O CDS-PP apresentou esta sexta-feira, dia 7 de julho, no Rossio Hotel em Portalegre, os candidatos do partido ao concelho de Portalegre.

Numa sala repleta de apoiantes, Nuno Moniz, candidato à autarquia portalegrense assume que a candidatura do CDS “não pretende assumir-se como um combate contra alguém” e que querem com eles “todos aqueles que gostam de Portalegre e que pretendem o melhor para o concelho”.

 

O gestor de empresas aponta como principal inimigo “a falta de desenvolvimento, de dinâmica e de oportunidades no município”, pretendendo “recuperar a confiança e alegria perdidas, potenciado o que o concelho tem para oferecer”.

O candidato centrista apresentou, durante o seu discurso, algumas propostas, como “a criação de redes de apoio de saúde a todos os lugares isolados, através de carrinhas de suporte equipados com técnicos de saúde”, a recuperação do Jardim da Corredora “devolvendo a frescura habitável que lhe foi roubada”, assim como a criação de um projeto designado “12x7”, que consiste ao longo dos doze meses do ano desenvolver sete dias por mês sob uma temática dinamizadora da economia, apelativa para os turistas e criadora de bem-estar para os portalegrenses”.

Nuno Moniz pretende também combater a desertificação e fazer de “Portalegre O Destino”, contrariando o “fatalismo geográfico associado ao concelho”.

O candidato apresentou os nomes que compõem a candidatura à Câmara Municipal. Mário Casa Nova Martins, Margarida Malcata, António Carrilho, Francisco Garcia, Sofia Moreira e Paulo Andrade completam a lista dos democratas cristãos liderada por Nuno Moniz ao município lagóia.

O deputado na Assembleia da República pelo CDS Filipe Anacoreta Correia esteve presente na apresentação das listas e lembrou que o partido “já foi poder e já esteve na Câmara de Portalegre”. O dirigente centrista aproveitou para deixar críticas ao Governo de “estar ausente”, depois de ter semeado “sorrisos e boas notícias”, lembrando o incêndio de Pedrogão Grande e o assalto à Base Militar de Tancos.

O CDS-PP apresentou Carlos Rolo como candidato à Assembleia Municipal de Portalegre, assim como os cabeças de lista às Assembleias de Freguesia.

Nuno Brito encabeça a lista à União de Freguesias de Sé e São Lourenço. À freguesia de Alagoa concorre Duarte Mendes. Licínia Baptista encabeça a lista à freguesia de Alegrete e Gracinda Esteves à freguesia dos Fortios.

O CDS concorre pela primeira vez à União de Freguesias de Ribeira de Nisa e Carreiras, com Pedro Pinto como cabeça de lista. Marília Raposo é candidata à União de Freguesias de Reguengo e São Julião e à freguesia da Urra a lista será encabeçada por Luís Lupi.